Há dois anos, comecei a estudar psicoterapia na Gestalt e, desde então, várias pessoas me perguntaram o que é. Eu engasgo como um velho barco tentando ganhar tração na água. O desafio é que a Gestalt não se concentra em uma ideia ou tema central. O objetivo deste post é educar e aumentar o conhecimento sobre o que é a psicoterapia da Gestalt.

Primeiro, vamos começar com a palavra Gestalt. É alemão, pronunciado guh-sht-awlt.

O que significa a palavra Gestalt? Na sua forma mais simples, a Wikipedia descreve como forma ou forma. O Dictionary.com fornece informações adicionais.

Uma configuração, padrão ou campo organizado com propriedades específicas que não podem ser derivadas da soma de suas partes componentes; um todo unificado.

O seguinte é de Malcolm Parlett, do British Gestalt Journal 18: 1 2009. Partes dele foram condensadas para os fins deste post.

A dificuldade em descrever a Gestalt

Todos na Gestalt têm a mesma dificuldade: como transmitir algo sobre o que é a Gestalt, para o benefício de alguém que não tem experiência direta com ela nem leu nada sobre ela.

O que se segue é baseado em um manuscrito não publicado, voltado para leitores, concentrando-se no aspecto de “prática pessoal” da Gestalt, não em suas características como forma de psicoterapia. Esta é uma amostra, um sabor e não uma visão abrangente ou uma declaração definitiva.

O que é Gestalt?

A Gestalt é mais do que apenas um modo de psicoterapia para usar com outras pessoas que buscam ajuda e que se identificam como “perturbadas” ou que são rotuladas por outras pessoas. Ele também fornece uma filosofia prática para viver para os relativamente imperturbáveis, um método de auto-exploração e gerenciamento de estresse pessoal que está disponível para todos, embora precise ser experimentado diretamente para que essas declarações não soem vazias.

Psicologia em Campo Grande, Terapia em Campo Grande, Psicologia Campo Grande, Atendimento Psicológico em Campo Grande, Psicólogo em Campo Grande

Existe uma disciplina específica envolvida (no sentido de que o Yoga e o canto são disciplinas) que se destaca fortemente na Gestalt e é essa disciplina que, de certa forma, os pacientes aprendem em terapia (sem dúvida, eles devem ser chamados de ‘alunos’); e é a disciplina que também permite, para quem quer se aprofundar nela, a exploração ao longo da vida da realidade e da capacidade de uma vida plena.

Gestalt como dizer a verdade

A disciplina da Gestalt é o cultivo de dizer a verdade ou, pelo menos, reconhecer a verdade para si mesmo. Para conhecer a verdade de minha própria experiência, preciso primeiro reconhecer o que faço habitualmente e sem consciência (rodando no piloto automático). Preciso atender aos meus pensamentos, sentimentos, desejos, anseios sinceros, todas as minhas reações e minha experiência consciente, muitas delas em segundo plano ou à margem da minha consciência. Ao fazer isso, também me torno progressivamente mais consciente das maneiras pelas quais corto ou finjo a mim mesmo ou tento substituir certos estados internos, pensamentos, realidades imaginadas.

Gestalt como seres físicos reais

Gestalt envolve atender ao fato de que somos seres físicos reais e tangíveis e não simplesmente mentes empoleiradas em cima de corpos. Nós somos seres instintivos, organísmicos. Nossas emoções, estados de sentimento, fome e aversão têm bases físicas, e reagimos aos outros, seja em brigas, encontros sexuais, conversas calorosas, momentos de amor ou, no entanto, com todo o mundo – reações físicas, pensamentos e sentimentos entrelaçados . A disciplina da Gestalt reconhece e envolve sintonizar nossas sensações físicas e estados de sentimentos internos e nos liberar para uma experiência e expressão física mais completas.

Gestalt como novas formas de pensar

A disciplina implica abrir-nos a modos de pensar não verbais, intuitivos e metafóricos, bem como a modos de pensar racionais, lógicos e claramente articulados. Podemos expandir nossa criatividade, poderes intuitivos e nossa vitalidade em geral, se reconhecermos que a vida é a melhor forma de arte, na qual procuramos expressar o que está mais vivo e energizado dentro de nós, o que nos satisfaz à profundidade de nossa ser. E no difícil processo de gerenciar as escolhas complexas da vida, as realidades e os obstáculos, precisamos ter vários canais de apreciação e expressão, incluindo o imaginal, o estético, a capacidade de separar o belo do feio.

Psicologia em Campo Grande, Terapia em Campo Grande, Psicologia Campo Grande, Atendimento Psicológico em Campo Grande, Psicólogo em Campo Grande

Gestalt como meio de despertar das construções políticas e culturais

A disciplina é acordar política e culturalmente, perceber como somos doutrinados, tendo absorvido – junto com a linguagem – as suposições de nossas famílias de origem, nossa escola, nossa comunidade, nossa cultura nacional. E o processo continua: a propaganda perpétua através da publicidade e da mídia nos assalta – relacionada à política e paz e guerra, comida e o que é saudável, modas em roupas e artefatos, materialismo e espiritualidade. Somos facilmente hipnotizados, confusos, inundados por um mar de opções. Descobrir o que é verdade para nós, no que acreditamos, no que defendemos ou contra, requer muito trabalho – provar e aprender a mastigar em vez de engolir imediatamente, a cuspir enquanto como receber.

Descobrindo a qualidade de nossas interações

A Gestalt como disciplina envolve atender à qualidade da interação, aos nossos encontros com o mundo, a realidade e outros seres humanos. Ao conhecê-lo, como faço para me deixar de ser totalmente eu mesma e como você se para? E o que tem que acontecer para que possamos nos encontrar com toda a nossa individualidade reconhecida e incorporada em nossa reunião? Quando estou totalmente em contato com outra pessoa, ao mesmo tempo em que estou totalmente em contato comigo mesmo, há um momento transcendente de reconhecimento absoluto – geralmente, na verdade geralmente, além das palavras: reconheço sua humanidade intrínseca e a minha também é reconhecida. O que é, no momento, é o que somos. Podemos até chamar isso de amor.

Malcolm Parlett conclui com certeza que, para trabalhar com os outros da maneira da Gestalt, os profissionais precisam conhecer e viver sua disciplina. A qualidade do trabalho que nós (estudantes) fazemos com os outros está intimamente ligada à extensão de nossas descobertas.

É quase impossível descrever a Gestalt em uma ou duas frases. A psicoterapia da Gestalt é uma modalidade multidimensional onde “muitas peças formam o todo”. E, no fundo, a Gestalt é reveladora da verdade. A prática nos pede que nos olhemos como seres físicos reais. Oferece novas formas de pensar e “despertar” das construções políticas e culturais de nossas vidas. A Gestalt também é um método para descobrir a qualidade de nossas próprias interações.

Meu objetivo pessoal é difundir o conhecimento da psicoterapia da Gestalt ao público em geral e inspirar as pessoas na busca de relacionamentos pessoais e externos mais profundos.